Tradição
De dar água
na boca

Foi a partir de 1875, com a chegada dos primeiros habitantes de origem portuguesa, que a história de Gramado começou a tomar a forma que conhecemos hoje. Já no início do século 20, os imigrantes italianos e alemães vieram para compor esse quadro cultural farto de história e de boa gastronomia. Hoje em dia, essas diferentes culturas deram origem a um dos destinos turísticos mais procurados do Brasil.

 

O Bela Vista abriu suas portas em 1972, sendo considerado o primeiro café colonial do Brasil. Desde então, exibe suas famosas receitas que prestigiam a culinária dos imigrantes com uma pitada do sabor brasileiro. A tradição de servir uma mesa farta e saborosa foi liderada por Lira Caliari, a primeira doceira do café colonial. Dona Lira logo se tornaria a proprietária do Bela Vista e foi lá onde pode exprimir todo seu talento com receitas que encantam a todos há mais de quatro décadas.

Com família de origem alemã, Dona Lira elevou a gastronomia do Bela Vista ao patamar de referência internacional que ocupa hoje. Os sabores indescritíveis da torta de amendoim e do apfelstrudel fizeram com que o Bela Vista fosse escolhido como um dos destinos turísticos do best-seller “1000 Lugares para Conhecer Antes de Morrer”, da jornalista americana Patricia Schultz.

 

Viva o sabor dos bons momentos entre mais de 80 delícias, como geleias, tortas, bolos, suco de uva, cuca, o famoso apfelstrudel, queijos, carnes e vinhos coloniais. Viaje no tempo, sinta o aroma e o gosto nostálgico do sabor da infância. Venha ao Bela Vista Café Colonial e tenha momentos especiais em volta da mesa com sua família e amigos!

  • Século XIX

    Gramado passado

    Origem da Culinária: Terras do alto da Serra recebiam tropas de passagem, até que se alojaram e começaram a receber imigrantes Italianos, Alemães e Portugueses. A partir da li a cultura, os costumes e a culinária com as comidas típicas caracterizaram a região.

  • Dezembro de 1954

    Emancipação

    Gramado é um município filho de Taquara e neto de Santo Antônio da Patrulha. Emancipado em 15 de dezembro de 1954, é conhecido e referenciado pela sua culinária de origem italiana, alemã e portuguesa.

  • 1972

    Primeiro Café Colonial do Brasil

    É neste ano que a história do café mais tradicional do Brasil iniciou. Com Dona Lira, a primeira doceira do café e em seguida a proprietária, as delícias do Bela Vista começaram a ser produzidas.

  • 1972

    Primeiro Café Colonial do Brasil

    Com muita experiência e bom gosto, Dona Lira criou as receitas que até hoje são apreciadas se tornaram referência em Gramado e no Brasil.

  • 1973

    Família Caliari Assume o Café Bela Vista

    Lira Caliari trouxe da localidade onde nasceu, Linha Marcondes, as melhores tradições da culinária alemã. Foi criada em meio a fornos sempre quentes, de onde saíam pães de milho e centeio e cucas.

  • 1973

    Família Caliari Assume o Café Bela Vista

    Aprendeu a cozinhar com a mãe Eli e com as tias Olga e Adelina, e logo estava produzindo pães de mel e bolachas coloniais. Com 16 anos, Lira deixou o interior para trabalhar em Gramado.

  • 1973

    Família Caliari Assume o Café Bela Vista

    Trabalhou em hotel e casas de família, onde mostrou suas habilidades culinárias, até chegar ao Bela Vista. Primeiro, como funcionária. Mais tarde, como proprietária. O alto nível de exigência de Dona Lira podia ser observado no dia a dia por suas ajudantes

  • 1973

    Família Caliari Assume o Café Bela Vista

    Inventava receitas: “Todos os livros de receitas tinham segredos. Então eu tinha que inventar as minhas tortas”, relembra a mulher que ensinou a maioria das doceiras que atuam hoje nas casas de café colonial de Gramado.

  • 1980

    Marco das 80 Delícias de muita tradição

    Ano em que o cardápio somou as 80 delícias que temos até hoje. Entre as maravilhas do café colonial estão a Torta de Amendoim, a famosa Dona Lira e o Apffelstrudel.

  • 1980

    Marco das 80 Delícias de muita tradição

    Este último é uma das delícias que exige maior tempo na preparação. “O segredo era a minha mão. Às vezes uma ajudante fazia uma receita com todas as quantidades certas, mas não saía igual”, diz Lira.

  • 1990

    Reforma do Prédio do Café

    Acompanhando o crescimento da cidade e seguindo a essência de pioneirismo, o Bela Vista aumentou e reformou sua sede para receber ainda melhor seus clientes.

  • 2010

    Inauguração Nova Sede Bela Vista

    Para alegria dos turistas e orgulho para comunidade, o Bela Vista expandiu a operação para a segunda loja, também na Avenida das Hortênsias. Com arquitetura belíssima e um grande moinho na frente, tornou-se atração turística e até hoje permanece encantando os visitantes.

  • 2011

    Entretenimento e cultura no Bela Vista

    Honrando as tradições, no ano de 2011 o café proporcionou um calendário de apresentações de danças típicas alemãs, italianas e gaúchas.

  • 2014

    Um Dos 1000 Lugares Para Ir Antes De Morrer

    Menção do Bela Vista em um livro de turismo conhecido mundialmente. Grande conquista para o café e legado das tradicionais receitas.

  • 2015

    Reconhecimento Certificado Tripadvisor

    Importante conquista para o primeiro Café Colonial do Brasil. Reconhecimento com Excelência pelo Tripadvisor e estar entre os 10 Restaurantes da Serra.

  • 2015

    Inspiração Para o BV Resort

    Projeto inspirado na tradição do Bela Vista, na cultura alemã e italiana e nas receitas da Dona Lira. O Resort, ainda em construção, busca a excelência e a opção como melhor opção para os clientes da Serra.

  • 2016

    Inauguração Café de POA

    Levando um pedacinho da Serra para Porto alegre, o café abriu as portas no Prédio em que era a antiga fábrica da Cervejaria Brahma, no estacionamento do Shopping Total.

  • 2016

    Inauguração Café de POA

    Os pratos oferecem a mesma tradição e história no Bela Vista de Gramado, receitas igualmente produzidas com gostinho da Serra Gaúcha!

Notícias do blog

De volta ao topo
Carrinho
Fechar

Nenhum produto no carrinho.